Uma cidade como nenhuma outra.

Barcelona é a maior cidade catalã e a segunda maior cidade espanhola em número de habitantes, só perde para Madrid que é a capital.

A cidade se reinventa a cada esquina, a cada bairro, a cada ponto de vista.

Tem grandes avenidas, centros comerciais, indústrias e universidades. Tem também natureza, montanhas, parques e praias. Cultura? E como! Museus, galerias, obras de arte, design estão por toda a parte, sem deixar de lado a vida noturna com as inúmeras opções de boates e bares. E se o seu lance é esporte, especificamente o futebol… Bom, a casa do time mais badalado do mundo é aqui. Só por isso, você já deveria estar arrumando as malas rumo à cidade de barcelona. Mas calma, vamos te encantar mais.

1.

Tomassereda / Getty Images
2.

Nikada / Getty Images
3.

Vitalyedush / Getty Images
5.

Jorge Franganillo / Flickr: franganillo
6.

Kavalenkavavolha / Getty Images
7.

José Manuel Romero / Flickr: fotografiandomundo
8.

Jorge Franganillo / Flickr: franganillo
9.

Agafapaperiapunta / Getty Images
10.
11.

Pug Girl / Flickr: pug_girl
12.

Vitalyedush / Getty Images
13.

Tomassereda / Getty Images
14.
15.

Bert Kaufmann / Flickr: 22746515 @ N02
16.
17.

Kanuman / Getty Images
18.

Rick Ligthelm / Flickr: ligthelm
19.

Tomassereda / Getty Images
21.

Kristoffer Trolle / Flickr: Kristoffer-trolle
22.

Kavalenkavavolha / Getty Images
23.

Juanedc / Flickr: juanedc
24.

Bert Kaufmann / Flickr: 22746515 @ N02
25.

Fred Bigio / Flickr: bigiof
26.

Almusaiti / Flickr: almusaiti
27.

Querbeet / Getty Images
28.

Jackf / Getty Images
29.

Nicolas Vigier / Flickr: boklm
30.

Marianceccarelli / Getty Images
31.
32.

Pug Girl / Flickr: pug_girl
34.

Mariya Prokopyuk / Flickr: mariyaprokopyuk
35.

Michal Krakowiak / Getty Images
36.

Alija / Getty Images
37.

Tomassereda / Getty Images
38.

Konstantinos Dafalias / Flickr: 72906133 @ N00

A cidade de Barcelona e todas as suas surpresas

De fato, é muita informação em uma cidade só. Por isso, não importa quanto tempo você fique, a sensação será de que “poderia ter ficado mais”. Acostume-se. Sabendo que essa certeza virá, um intercâmbio torna-se uma experiência ainda mais atraente na cidade de Barcelona, lugar amores garantidos.

Barcelona e seus números grandiosos

Com 1 milhão e meio de habitantes, a cidade de Barcelona desempenha um papel importante no cenário europeu. A cidade cultiva a tradição de polo cultural, favorecida historicamente pelo porto, que sempre funcionou como uma importante ligação entre a Península Ibérica, a Europa e o resto do mundo. Pelas ruas, a efervescência cultural é evidente em vários exemplos góticos e modernistas, estampados em prédios e monumentos – alguns, de autoria de Picasso, Miró e Gaudí.

A obra mais famosa, ambiciosa e simbólica da cidade é de autoria de Antoni Gaudí. A Igreja Sagrada Família teve a construção iniciada em 1883 e é considerada a mais importante do movimento modernista na Catalunha. Gaudí deixou o projeto pronto, com todos os detalhes registrados, mas passou longe de vê-lo finalizado. O local está em obras até hoje e fala-se em 2026 como ano de conclusão, mas ninguém garante… Mesmo inacabada, é surpreendente! Durante um intercâmbio na cidade de Barcelona, aproveite esse privilégio: escolha horários mais calmos e faça a visita interna mais de uma vez.

La Sagrada Família, cidade de Barcelona | Foto: Come To Barcelona
La Sagrada Família, cidade de Barcelona
Foto: Come To Barcelona

 A cidade de Barcelona e sua contribuição às artes

O arquiteto catalão espalhou por Barcelona outras grandes obras, como a Casa Vicens, Parc Güell, Casa BatllóCasa Milà (também conhecida como La Pedrera). Todas elas cheias de detalhes, curvas e preciosismos. Inspiradas em elementos da natureza, se tornaram pontos turísticos movimentadíssimos. Apesar de ser considerado um artista modernista, o conjunto da obra transcende o próprio movimento, já que um estilo próprio foi criado. Gaudí é Gaudí. Só vendo de perto para entender.

Além dele, outros grandes artistas deixaram rastros na cidade de Barcelona. Nascido em Málaga, Pablo Picasso morou na cidade, onde frequentou a Escola de Belas Artes. Em homenagem ao cidadão ilustre, o Museu Pablo Picasso, localizado no núcleo histórico, expõe mais de 3.600 obras de arte, correspondentes à época de formação e juventude do pintor.

Já Joan Miró é barcelonês e hoje uma coleção sua, de mais de 14 mil obras, está exposta na Fundació Joan Miró – primeiro museu de arte contemporânea da cidade de Barcelona. Ali, o visitante pode ver pinturas, esculturas, cerâmicas, desenhos, além de outras mostras itinerantes. O museu fica no Parc de Montjuïc, o “pulmão verde” da cidade, localizado numa região montanhosa agradabilíssima. Há dois acessos ao parque: pela Plaça Espanya e pelo extremo Oeste, utilizando o funicular ou fazendo uma viagem aérea no Aeri del Port (teleférico).

Mirante no Parc de Montjuïc, cidade de Barcelona| Foto: Welcome To Barcelona
Mirante no Parc de Montjuïc, cidade de Barcelona
Foto: Welcome To Barcelona

Barcelona mistura cultura e história de maneira primorosa

Dentro do parque, além do museu dedicado a Miró, outras atrações disputam os olhares, como o Castell de Montjuïc, símbolo da repressão e das batalhas da Catalunha, de onde é possível ter uma vista panorâmica incrível do mar e da cidade, e a CaixaForum, centro cultural com vasta programação de exposições e eventos – e o melhor? Gratuito o ano todo! O MNAC (Museu Nacional d’Art de Catalunya), instalado no prédio do antigo Palácio Nacional, também fica por ali, assim como o Poble Espanyol, um grande museu ao ar livre que reproduz, em escala real, 115 construções. O local imita um vilarejo, formado por pequenas amostras de diferentes lugares da Espanha. Gracioso e interessante!

Situado no alto do Parc de Montjuïc, a Anella Olímpica representa o coração dos Jogos Olímpicos de 1992. O complexo reúne o Estadi Olímpic Lluís Companys, o Palau Sant Jordi, a Torre de Comunicacions e o Museu Olímpic i de l’Esport.

Torre de Comunicacions de Montjuïc, cidade de Barcelona | Foto: Joan ggk

Torre de Comunicacions de Montjuïc, cidade de Barcelona
Foto: Joan ggk

O evento esportivo é visto como um case de sucesso por ter mudado a história da cidade de Barcelona. A estrutura construída na época funciona nos dias de hoje para competições profissionais, mas também para o uso da população. A administração municipal apostou na região de Montjuïc, que era considerada uma área periférica e abandonada, e investiu para revitalizá-la. Deu certo e hoje esse é um dos pontos mais valorizados da cidade.

Devido aos jogos, um plano de revitalização foi feito também na região portuária da cidade, no ponto conhecido como Port Vell. Um moderno e largo calçadão, chamado de Passeig Marítim, foi construído à beira-mar, ladeado por palmeiras. Os armazéns abandonados foram substituídos por lojas, restaurantes, boates e uma elegante marinha para iates.

Depois das Olimpíadas, o povo catalão, que até então não via com bons olhos a visita de estrangeiros, passou a ser mais receptivo. Os governos seguintes continuaram investindo em melhorias e o turismo se tornou o carro-chefe da economia de Barcelona.

Barcelona, com parques, artes e história

Outro parque de destaque pelo qual intercambistas costumam se apaixonar é o Parc de La Ciutadella. Situado no bairro de Ciutat Vella, o local abriga o Zoológico de Barcelona, a sede do Parlamento da Catalunha e os museus de Geologia e Zoologia. É perfeito para fazer exercícios físicos, relaxar ao ar livre ou fazer piqueniques.

Falando em piqueniques… Os melhores ingredientes para beliscar podem ser encontrados no tradicional Mercat de La Boqueria – outro lugar que vale a visita várias e várias vezes! Apesar de bastante turístico, é um mercado frequentado pelos locais. Nas bancas você vai encontrar queijos, temperos, embutidos, vinhos, cervejas. É lá que você poderá provar um pouco da culinária catalã e encontrar, por exemplo, o famoso jámon (presunto) ibérico e as tortillas de patatas (uma espécie de omelete). Restaurantes menos turísticos e acessíveis ficam nos arredores de Las Ramblas e nos bairros Gótico e El Born. 

O agito da cidade de Barcelona

Quem procura agito na cidade de Barcelona não vai passar vontade. Depois de jantar (para os nativos, nunca antes das 22h), la fiesta! Algumas das principais baladas da cidade não cobram entrada até as três da manhã. Isso dá um ânimo a mais para curtir mais de um lugar por noite! Para quem gosta de música eletrônica, as melhores baladas estão no Passeig Marítim ou então nas proximidades da Calle Tusset, no bairro Grácia.

Boas opções de bares e pubs na cidade de Barcelona estão também no Bairro Gótico, nos arredores da Plaça Reial. O bairro por si só é uma atração. São mais de dois mil anos de história nas ruas estreitas e nas construções erguidas antes do século 15, que merecem os olhares que recebem. Perto dali, a famosa Las Ramblas segue fervilhando – de dia e de noite. Por ali estão algumas das “casas adultas” da cidade. Mulheres disputam a atenção de transeuntes, ao lado de artistas de rua criativos e talentosos.

A cidade de Barcelona e suas praias

Já falamos também que a cidade de Barcelona é uma cidade praiana, que lota no verão quando as temperaturas ultrapassam os 30°C – o mês de agosto é o mais quente. As melhores praias dentro da cidade são Bogatell (menos frequentada por brasileiros), Marbella e Nova Marbella. Todas elas banhadas pelo Mar Mediterrânea, com águas claras e calmas. Apesar de muuuito famosa, não espere muito de Barceloneta. Vale uma caminhada, uma foto e pronto. Atenção para um fato: topless e nudismo são permitidos nas praias. Por isso, não estranhe se vir algo “a mais” nas areias.

O clima mediterrâneo é mais uma atração para quem vai passar uma temporada, durante um intercâmbio, na cidade de Barcelona. Os verões são quentes e os invernos frios, mas sem temperaturas extremas. Por ali, você não bate queixos e também não sua em bicas. A média anual é de 16°C.

Barcelona e seu transporte público

Para percorrer todas as atrações e conhecer todos os cantos da cidade de Barcelona, o transporte público está aí. O metrô da cidade é amplo e eficiente. De domingo a sexta, funciona até as 23h; aos sábados, até as 2h da manhã. No verão, quando a cidade fica mais agitada, é 24h aos sábados. Os táxis também ajudam eventualmente e não são tão caros.

Para morar: a maior parte dos intercambistas ou estrangeiros costuma alugar apartamentos em Eixample – uma região urbana planejada, com ruas largas e lineares, super abastecida pelo transporte público e segura. Ali, você vai se sentir compartilhando a verdadeira cidade dos barceloneses. Grácia também é uma opção para viver com qualidade de vida. É um bairro bem tradicional, mais distante e pouco turístico, e, ao mesmo tempo, hippie e jovial. NÃO recomendado: El Raval. Apesar de bem localizado, até algum tempo, o bairro era considerado uma das áreas mais “barra pesada” da cidade. Essa fama está mudando, com a chegada de lojas e hotéis, mas ainda assim exige mais cuidado.

Aliás, a cidade de Barcelona exige cuidados extras em qualquer lugar. Apesar de ser um local seguro para morar, a cidade costuma atrair pequenos furtadores, que ficam de olho em bolsas, celulares e carteiras.

Por fim, não deixe de ir ao Camp Nou, o estádio do Barcelona Futebol Clube. Não importa se você não está nem aí pro Messi, nunca ouviu falar em Iniesta, prefere o Neymar no Santos e acha que o Cristiano Ronaldo é jogador do Barça! Tudo bem… Até mesmo os menos fanáticos vão adorar a experiência de conhecer o estádio mais famoso do mundo. As visitadas guiadas custam 23 euros por cabeça e os ingressos dos jogos… bom, dependendo do jogo, o céu é o limite!

Camp Nou, cidade de Barcelona

Camp Nou, cidade de Barcelona

O que você precisa saber sobre a cidade Barcelona

  • É a capital da Catalunha (você vai ouvir o catalão pelas ruas)
  • É referência arquitetônica, artística e cultural
  • O clima mediterrâneo é ameno, sem extremos
  • É preciso ter cuidado com assaltos e pequenos furtos
  • Nas áreas das praias, topless e nudismo são permitidos

Motivos para fazer intercâmbio na cidade de Barcelona

  • É uma cidade agitada, jovem, festeira, com intensa vida noturna
  • Por causa das praias, o clima é sempre descontraído – especialmente, no verão
  • As opções culturais são infinitas (museus, galerias, monumentos, parques etc.)
  • O transporte público (baseado, principalmente, no metrô) é muito eficiente

O que tem para fazer na cidade de Barcelona

  • Conhecer os principais museus: Fundació Joan Miró, Museu Pablo Picasso, CaixaForum, MNAC, Museu Olímpic i de l’Esport etc.
  • Percorrer as obras de Gaudí (Sagrada Família, Casa Vicens, Parc Güell, Casa Batlló, Casa Milà etc.)
  • Assistir um jogo do Barça no Camp Nou ou, pelo menos, fazer o tour
  • Relaxar nas áreas verdes da cidade: Parc de La Ciutadella, Parc de Montjuïc e Passeig Marítim
  • Caminhar pela Las Ramblas e pelas ruas do Bairro Gótico

Gostou desse artigo? Continue recebendo nossos posts, dicas e e-books gratuitos!

Coloque seu e-mail abaixo e entre para nossa lista VIP!

Fique tranquilo seus dados estão 100% seguros e somos totalmente contra Spam.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta