Faça uma viagem pela ilha que reúne paisagens cinematográficas e radicais

A Nova Zelândia é uma das últimas porções de terra descobertas no mundo, localizada no “anel de fogo” do Pacífico e banhada por dois diferentes oceanos, o Pacífico e o mar da Tasmânia. Apesar do tamanho, a ilha tem apenas 1,600 quilômetros de comprimento por 400 quilômetros de largura, a Nova Zelândia reúne paisagens que vão de praias paradisíacas, a lagos cristalino, cachoeiras, vulcões, montanhas e geleiras. O site da Viagem e Turismo selecionou sete maravilhas naturais neozelandesas que são imperdíveis.

<em><strong>Cape Reinga</strong></em> - O ponto mais ao norte da Nova Zelândia, onde o oceano Pacífico e o mar da Tasmânia se encontram, é um destino turístico imperdível. No caminho ao topo da ilha é possível perceber o estreitamento da terra até o momento em que ambos os oceanos se tornam visíveis do mesmo ponto. Cape Reinga está a cerca de 1.055 quilômetros da capital e pode ser acessada de carro. No local, há um parque com informações históricas sobre a região e um farol que é popular pano de fundo para fotos turísticas

Cape Reinga

O ponto mais ao norte da Nova Zelândia, onde o oceano Pacífico e o mar da Tasmânia se encontram, é um destino turístico imperdível. No caminho ao topo da ilha é possível perceber o estreitamento da terra até o momento em que ambos os oceanos se tornam visíveis do mesmo ponto. Cape Reinga está a cerca de 1.055 quilômetros da capital e pode ser acessada de carro. No local, há um parque com informações históricas sobre a região e um farol que é popular pano de fundo para fotos turísticas.

<em><strong>Cape Reinga</strong></em><span> - </span>Segundo crenças maoris, Cape Reinga é o local onde os espíritos se desprendem, pulam da tradicional árvore neozelandesa, a pohutukawa, em direção ao mar para voltarem à terra natal ancestral de Hawaiki. Cape Reinga tem uma energia forte que combina as tradições maoris à paisagem encantadora. Para quem tem tempo disponível, existem diversas trilhas, de níveis de dificuldade e extensões diferentes, que dão acesso a praias paradisíacas e desérticas na região

Segundo crenças maoris, Cape Reinga é o local onde os espíritos se desprendem, pulam da tradicional árvore neozelandesa, a pohutukawa, em direção ao mar para voltarem à terra natal ancestral de Hawaiki. Cape Reinga tem uma energia forte que combina as tradições maoris à paisagem encantadora. Para quem tem tempo disponível, existem diversas trilhas, de níveis de dificuldade e extensões diferentes, que dão acesso a praias paradisíacas e desérticas na região.

<em><strong><a href="http://viajeaqui.abril.com.br/cidades/nova-zelandia-rotorua" target="_blank">Rotorua</a> </strong>- </em>Localizada na Ilha Norte, a cerca de 450 quilômetros da capital Wellington, é a cidade onde a cultura maori perpetua mais forte no país. Parques como Whangarewarewa, Te Puia (foto) e Tamaki Village contam com apresentações das danças e músicas maoris, além de exibirem peças de artesanato feitas pelas tribos e oferecerem a comida típica nativa, o hangi, cozido de legumes e carnes preparado no subsolo vulcânico da região

Rotorua

Localizada na Ilha Norte, a cerca de 450 quilômetros da capital Wellington, é a cidade onde a cultura maori perpetua mais forte no país. Parques como Whangarewarewa, Te Puia (foto) e Tamaki Village contam com apresentações das danças e músicas maoris, além de exibirem peças de artesanato feitas pelas tribos e oferecerem a comida típica nativa, o hangi, cozido de legumes e carnes preparado no subsolo vulcânico da região.

<strong><em>Parque Te Puia, em<a href="http://viajeaqui.abril.com.br/cidades/nova-zelandia-rotorua" target="_blank"> Rotorua</a></em> -</strong> A intensa atividade vulcânica em Rotorua é responsável pelo vapor eliminado em vários pontos da cidade, que produzem um odor desagradável, e também pelos gêiseres: o mais famoso, Pohutu, chega a lançar jatos de água a 20 metros de altura

Parque Te Puia, em Rotorua

A intensa atividade vulcânica em Rotorua é responsável pelo vapor eliminado em vários pontos da cidade, que produzem um odor desagradável, e também pelos gêiseres: o mais famoso, Pohutu, chega a lançar jatos de água a 20 metros de altura.

<strong><em><a href="http://viajeaqui.abril.com.br/cidades/nova-zelandia-rotorua" target="_blank">Rotorua</a></em> - </strong>A palavra Rotorua significa “dois lagos” em maori e a região está cercada por mais de 10 lagos, entre eles os sagrados Green Lake e Blue Lake. Na cidade, o lago Rotorua (foto) – o segundo maior da Ilha Norte, com 80 km² -, é um dos cartões postais do local. O lago se formou na cratera de um imenso vulcão e é rodeado por diversas lendas maoris, entre elas a do casal Hinemoa e Tutanekai, que viveram uma história de amor entre a Mokoia Island, localizada no centro do lago, e Rotorua. Próximo ao lago é possível encontrar também casas de banho com águas termais

A palavra Rotorua significa “dois lagos” em maori e a região está cercada por mais de 10 lagos, entre eles os sagrados Green Lake e Blue Lake. Na cidade, o lago Rotorua (foto) – o segundo maior da Ilha Norte, com 80 km² -, é um dos cartões postais do local. O lago se formou na cratera de um imenso vulcão e é rodeado por diversas lendas maoris, entre elas a do casal Hinemoa e Tutanekai, que viveram uma história de amor entre a Mokoia Island, localizada no centro do lago, e Rotorua. Próximo ao lago é possível encontrar também casas de banho com águas termais

<em><strong>Milford Sound </strong></em>-<strong> </strong>As geleiras localizadas na costa oeste da ilha, a cerca de 670 quilômetros de Wellignton, são de tirar o fôlego e sem dúvida uma paisagem de tirar o fôlego. São diversos fiordes, picos nevados de montanha que chegam a um quilômetro de altura e cachoeiras que percorrem o terreno em declive. Nas temporadas de chuvas, as quedas d’água se multiplicam e criam um efeito ainda mais pitoresco

Milford Sound

As geleiras localizadas na costa oeste da ilha, a cerca de 670 quilômetros de Wellignton, são de tirar o fôlego e sem dúvida uma paisagem de tirar o fôlego. São diversos fiordes, picos nevados de montanha que chegam a um quilômetro de altura e cachoeiras que percorrem o terreno em declive. Nas temporadas de chuvas, as quedas d’água se multiplicam e criam um efeito ainda mais pitoresco.

<em><strong>Milford Sound </strong></em>- Existem diferentes formas de acesso a Milford Sound, a mais comum é a bordo de um cruzeiro marítimo, mas quem gosta de aventura pode optar por trajetos de caiaque, mergulho ou fazer uma trilha do lago Te Anau até Sandfly Point, onde é necessário continuar o caminho de barco até Milford Sound. O atrativo turístico do pequeno vilarejo pode ser conhecido em um dia, no entanto existe a opção de passar a noite em hotéis no local

Existem diferentes formas de acesso a Milford Sound, a mais comum é a bordo de um cruzeiro marítimo, mas quem gosta de aventura pode optar por trajetos de caiaque, mergulho ou fazer uma trilha do lago Te Anau até Sandfly Point, onde é necessário continuar o caminho de barco até Milford Sound. O atrativo turístico do pequeno vilarejo pode ser conhecido em um dia, no entanto existe a opção de passar a noite em hotéis no local

<em><strong>Tongariro National Park</strong></em> - Este é o  parque mais antigo da Nova Zelândia. Criado em 1887, está localizado a 300 quilômetros da capital. A atração turística abriga os vulcões Tongariro – cuja última erupção ocorreu em 2012 -, Ngauruhoe e Ruapehu ao longo dos seus cerca de 80 mil hectares de extensão

Tongariro National Park

O parque nacional Tongariro é o mais antigo da Nova Zelândia, criado em 1887, localizado a 300 quilômetros da capital. A atração turística abriga os vulcões Tongariro – cuja última erupção ocorreu em 2012 -, Ngauruhoe e Ruapehu ao longo dos seus cerca de 80 mil hectares de extensão.

<em><strong>Tongariro National Park </strong></em>-<strong> </strong>Considerado um dos Patrimônios da Humanidade, o Tongariro National Park combina paisagens diferentes em um mesmo lugar, com lagos cor de esmeralda, prados alpinos e fontes termais

Tongariro National Park

Considerado um dos Patrimônios da Humanidade, o Tongariro National Park combina paisagens diferentes em um mesmo lugar, com lagos cor de esmeralda, prados alpinos e fontes termais

<em><strong>Tongariro National Park </strong></em>-<strong> </strong>Nos meses de calor, a principal atividade turística é a Tongariro Alpine Crossing, ou seja, a travessia pelas montanhas em um percurso de quase 20 quilômetros, com subidas a mais de 2 mil metros de altura, durante cerca de sete horas de caminhada. É essencial usar botas para trilha, casacos à prova de chuva e vento, luvas, além de levar água e comida na trilha

Nos meses de calor, a principal atividade turística é a Tongariro Alpine Crossing, ou seja, a travessia pelas montanhas em um percurso de quase 20 quilômetros, com subidas a mais de 2 mil metros de altura, durante cerca de sete horas de caminhada. É essencial usar botas para trilha, casacos à prova de chuva e vento, luvas, além de levar água e comida na trilha.

<em><strong>Tongariro National Park</strong></em> - No inverno, a diversão se concentra na estação de e squi no Monte Ruapehu, um dos cenários da trilogia Senhor dos Anéis

Gostou desse artigo? Continue recebendo nossos posts, dicas e e-books gratuitos!

Coloque seu e-mail abaixo e entre para nossa lista VIP!

Fique tranquilo seus dados estão 100% seguros e somos totalmente contra Spam.