Quer viajar mas a grana anda curta? Conheça 10 hostels brasileiros onde você pode trabalhar viajando e ainda economiza na hospedagem. Confira!

Hostels no Brasil para trabalhar viajando
Destinos incríveis, experiências inesquecíveis… todo mochileiro um dia já ficou (ou vai ficar) em um hostel

Quando bate aquela vontade de viajar e conhecer o destino dos sonhos, nem sempre o bolso compartilha do mesmo entusiasmo. Especialmente se a ideia for passar uma temporada (dias, semanas, meses) fora e os custos com a hospedagem vão pesar no orçamento.

Felizmente o conceito do “work exchange” – algo como intercâmbio de trabalho – está cada vez mais popular mundo afora, incluindo o Brasil. Vários hostels e albergues incentivam a prática de trocar hospedagem por ajuda nos serviços; e em muitos casos, incluindo também refeições, passeios e atividades 10 hostels no Brasil onde você pode trabalhar viajando no destino escolhido.

Conheça a seguir 10 hostels no Brasil onde você pode trabalhar viajando!

Local Hostel – Manaus, Amazonas

Hostels no Brasil para trabalhar viajando - Local Hostel - Manaus, Amazonas

Local Hostel – Manaus, Amazonas (Foto: Divulgação)

No coração da Amazônia, o Local Hostel de Manaus é conhecido por sua pegada sustentável e ecológica, da utilização consciente de recursos naturais aos detalhes na decoração. Porta de entrada para a Floresta Amazônica, Manaus recebe visitantes do mundo todo e o hostel – que fica pertinho do Teatro Amazonas e do Largo São Sebastião – oferece hospedagem gratuita em troca de serviço e ideal para quem quer trabalhar viajando pela região.

Procura-se mochileiros para ajudar no dia-a-dia do hostel, incluindo troca de camas, limpeza e arrumação de quartos, cozinha, banheiros e áreas comunitárias; colaborar na jardinagem e cultivo de plantas; organizar o happy hour e interagir com os hóspedes.

São 30 horas por semana, e inclui café da manhã e uso grátis da lavanderia; além de parceria com agências de viagem e outras hospedagens na Floresta Amazônica.

Hostel Central – Ilhabela, São Paulo

Hostels no Brasil para trabalhar viajando - Hostel Central – Ilhabela, São Paulo

Hostel Central – Ilhabela, São Paulo (Foto: Divulgação)

Uma das joias do litoral norte de São Paulo, Ilhabela é sonho de muito viajante, com sua riqueza natural, mais de 40 praias e mar verdejante. Pois o Hostel Central dá uma forcinha na hora de montar o orçamento da viagem, oferecendo estadia em troca de trabalho voluntário.

Há opção de trabalhar na recepção à noite, 8 horas por dia e 4 vezes por semana; ou de dia, durante 4 horas por dia, com uma folga na semana. Seus conhecimentos de social media também serão válidos, já que o hostel busca colaboração para atualizar suas redes sociais.

Além de acomodação em dormitório compartilhado, café da manhã e uso de lavanderia, o hostel tem à disposição bikes, caiaques e SUP, descontos em restaurantes e promove passeios de jipe e de barco.

Expresso Curitiba Hostel & Coffee Bar – Curitiba, Paraná

Hostels no Brasil para trabalhar viajando - Expresso Curitiba Hostel & Coffee Bar

Expresso Curitiba Hostel & Coffee Bar – Curitiba, Paraná (Foto: Divulgação)

Point dos mochileiros e viajantes independente na capital paranaense, o Expresso Curitiba Hostel possui um restaurante e um terraço dos mais agradáveis. As camas dos quartos compartilhados são em forma de cápsulas e o café da manhã de babar inclui crepes e tapioca.

Os proprietários oferecem hospedagem em troca de ajuda com a limpeza e organização dos quartos, retirada do café da manhã e cobrir folgas da recepção no turno da noite. É ideal ter inglês do intermediário ao avançado, especialmente para lidar com a recepção dos hóspedes internacionais, dando dicas sobre a cidade.

O turno é de no máximo 3 horas por dia, 6 dias por semana. Inclui acomodação em dormitório compartilhado, café da manhã e lavanderia, além de 30% de desconto no CoffeeBar.

eHostel – Copacabana, Rio de Janeiro

Hostels no Brasil para trabalhar viajando - eHostel - Copacabana, Rio de Janeiro

eHostel – Copacabana, Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)

Em plena zona sul carioca, a poucos cinco minutos da praia mais famosa do Rio de Janeiro (do mundo?), o eHostel é o destino dos mochileiros que querem ficar em Copacabana.

Por ser uma cidade cara, viajar para o Rio de Janeiro pode pesar no bolso; então, nada melhor do que economizar com hospedagem! O hostel oferece estadia em troca dos seguintes serviços: limpeza e organização dos quartos e banheiros; preparação do café da manhã e organização da cozinha; e na recepção e atendimento dos hóspedes (inglês básico).

A carga horária é de 4 horas por dia, com um dia de folga na semana. Inclui acomodação no quarto para funcionários, duas refeições (café da manhã almoço ou jantar), descontos em tours e ingressos grátis para festas locais.

Cidade Baixa Hostel – Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Hostels no Brasil para trabalhar viajando - Cidade Baixa Hostel - Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Cidade Baixa Hostel – Porto Alegre, Rio Grande do Sul (Foto: Divulgação)

No bairro mais boêmio de Porto Alegre, o Cidade Baixa Hostel orgulha-se de ser “a casa fora de casa” dos que visitam a capital gaúcha. O clima familiar, alegre e descontraído estende-se aos hóspedes e aos voluntários que queiram trocar a hospedagem por colaboração com os serviços do albergue.

No dia a dia do hostel, espera-se ajuda na recepção, na limpeza e para cobrir o turno da noite. Os proprietários também estão em busca de fotógrafos, videomakers e desenvolvedores que possam trabalhar no site do hostel, incluindo blogs, fotos, entrevistas, vídeos e divulgação em geral do hostel e da cidade. Excelente oportunidade para quem quer trabalhar viajando pela região!

A carga horária é de 32 horas, durante 4 dias por semana. Inclui acomodação em dormitório compartilhado, café da manhã e uso grátis da lavanderia.

Pousada Jacarandá – Trancoso, Bahia

Hostels no Brasil para trabalhar viajando - Pousada Jacarandá - Trancoso, Bahia

Pousada Jacarandá – Trancoso, Bahia (Foto: Divulgação)

A premiada Pousada Jacarandá é sinônimo de conforto na paradisíaca Trancoso. Com piscina, bangalôs e um amplo jardim que ilustra a beleza natural da região, a pousada fica perto do centro histórico e das famosas praias de Coqueiros e dos Nativos. E o mochileiro pode ficar lá em troca de serviços, que variam conforme a sazonalidade.

Entre as atividades estão: ajudar a preparar e servir o café da manhã; ajudar no restaurante próprio da pousada; manutenção do jardim e piscina; e check-in e recepção dos hóspedes. Os que tiverem conhecimento de yoga, meditação ou outra atividade zen também são bem-vindos.

São 5 horas por dia, durante 5 dias por semana. Além da acomodação em dormitório compartilhado, inclui café da manhã, uso grátis da lavanderia e desconto no restaurante.

Casa do Guardião – Alto Paraíso de Goiás, Goiás

Hostels no Brasil para trabalhar viajando - Casa do Guardião - Alto Paraíso de Goiás, Chapada dos Veadeiros

Casa do Guardião – Alto Paraíso de Goiás, Chapada dos Veadeiros (Foto: Divulgação)

Que tal passar uma temporada na Chapada dos Veadeiros, um dos principais destinos de ecoturismo do Brasil e Patrimônio Natural Mundial? Porta de entrada da Chapada, o município de Alto Paraíso de Goiás é também considerado místico (por estar cercado de minas de cristais), e a Casa do Guardião é um dos locais preferidos dos viajantes que passam por lá.

Localizado no centro da cidade, o hostel é pequeno (apenas quatro dormitórios), mas aconchegante e com direito a pátio com árvores frutíferas e passarinhos visitantes. E são adeptos ao sistema de “work exchange”.

Quem quiser, pode ajudar na limpeza, jardinagem e na recepção (nas férias do staff fixo). O turno é de 24 horas por semana, com 3 dias de folga. Inclui hospedagem em quarto compartilhado, uso da lavanderia e, em alguns casos, refeições.

Hostel Lençóis Maranhenses – Barreirinhas, Maranhão

Hostels no Brasil para trabalhar viajando - Hostel Lençóis Maranhenses - Barreirinhas, Maranhão

Hostel Lençóis Maranhenses – Barreirinhas, Maranhão (Foto: Divulgação)

Para os aventureiros e apaixonados pelo ecoturismo, o Hostel Lençóis Maranhenses é uma pedida imperdível. Fica no município de Barreirinhas, porta de entrada para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. O albergue é comandado por viajantes aventureiros, que também acreditam no trabalho social junto à comunidade.

Assim, oferecem hospedagem em troca de serviços como jardinagem e manutenção geral do hostel, que tem apenas dois dormitórios para hóspedes, redes e um quintal para acampamento. A carga horária é de 4 horas por dia, 6 vezes por semana.

Também procuram voluntários para ensinar pintura, escultura, desenho e idiomas para a comunidade local.

Piratas da Praia Hostel – Recife, Pernambuco

Hostels no Brasil para trabalhar viajando - Piratas da Praia Hostel - Recife, Pernambuco

Piratas da Praia Hostel – Recife, Pernambuco (Foto: Divulgação)

Instalado a 50 metros da lendária Praia de Boa Viagem, o Piratas da Praia Hostel Co-Working é um dos hostels preferidos dos mochileiros no Recife. O clima é descontraído e o foco da administração é mesmo no compartilhamento de ideias e experiências.

Os viajantes podem se hospedar lá (em quarto compartilhado com o resto da equipe) em troca de ajuda na recepção (turnos noturno ou diurno) e na manutenção do hostel, incluindo limpeza, troca de camas, pintura e decoração. O aspecto social também é priorizado, com divulgação de festas, administração do website e das redes sociais do hostel e levar hóspedes para passeios.

Os que mandam bem no inglês e no espanhol também têm vez: procura-se pessoas para ensinar idiomas aos funcionários, voluntários, comunidade local e hóspedes. A carga horária é entre 28 e 32 horas por semana, e inclui uso da cozinha comunitária e da lavanderia.

Hostel Canasvieiras – Florianópolis, Santa Catarina

Hostels no Brasil para trabalhar viajando - Hostel Canasvieiras, Florianópolis

Hostel Canasvieiras, Florianópolis (Foto: Divulgação)

Entre tantas e belas praias para escolher em Florianópolis, Canasvieiras é das mais frequentadas, especialmente pelos turistas argentinos e uruguaios, que amam o mar tranquilo e a vida noturna agitada. E o Hostel Canasvieiras é ótima pedida para se hospedar no norte da ilha – e pertinho da praia – sem gastar muito.

Aliás, sem gastar nada, para quem quiser trocar hospedagem por serviço. O hostel procura pessoas para ajudar na recepção no turno da noite, de preferência com espanhol intermediário (8 horas por dia, 4 dias por semana); e também folguista e ajudante no café da manhã (6 horas por dia, 6 dias por semana), com espanhol básico.

Em troca, receberá acomodação em dormitório compartilhado, refeições (café da manhã e almoço) e uso grátis da lavanderia.

Deu vontade de viajar? Leia mais sobre como funciona o trabalho voluntário no exterior; e conheça como é a vida dos nômades digitais que trabalham viajando pelo mundo.

Gostou desse artigo? Continue recebendo nossos posts, dicas e e-books gratuitos!

Coloque seu e-mail abaixo e entre para nossa lista VIP!

Fique tranquilo seus dados estão 100% seguros e somos totalmente contra Spam.