coliseum_view_from_palatine_hill

Roma não é uma cidade barata, e até 2014 a sua política de gratuidades era muito reduzida. Talvez a crise europeia, ou quem sabe a necessidade de torná-la ainda mais atrativa, inclusive para o próprio turismo interno, fez com que fossem adotadas algumas medidas para dar uma mãozinha para quem quer (ou precisa) economizar alguns euros.

Gratuidades em Roma

Coliseu e Museus Vaticanos grátis, mas quando?

Coliseu

interno_coliseu_2

Todos os primeiros domingos do mês é possível visitar a área arqueológica única, mas com entradas separadas, que compreende o Coliseu, Fórum Romano e Palatino. Essa gratuidade é ampliada a todos os museus, sítios arqueológicos e atrações sob gestão do Estado Italiano. Assim, nos primeiros domingos de cada mês também é possível visitar a Galleria Borghese (necessário reservar mesmo sendo gratuito), as Termas de Caracala, o Mercado de Traiano, o Sítio Arqueológico de Ostia Antiga, entre outros.

Para saber os horários de abertura e eventuais feriados, consulte o site do Ministério dos Bens Culturais: Clique Aqui.

Museus Vaticanos

museus_vaticanos

Sendo o Vaticano um Estado à parte, a sua gratuidade para o conjunto de museus conhecidos como Museus Vaticanos se dá todos os últimos domingos do mês, das 9h às 14h, com último acesso pontualmente às 12:30h. Se o último domingo do mês coincidir com algum feriado religioso, os museus não abrem.

Para ter notícias atualizadas, visite o site oficial do Vaticano: Clique Aqui!

Gratuidades por idade, nacionalidade e para estudantes

Idosos acima de 65 anos

Desde 2014 não há mais gratuidade para idosos acima de 65 anos. O governo italiano declarou que a maioria dos turistas que visita as principais atrações italianas são de países “bem de vida” e que não necessitam de gratuidade. Durma-se com um barulho desses!

Menores de idade europeus

Menores de 18 anos podem entrar gratuitamente desde que sejam cidadãos. Para tal é necessário apresentar um documento se o menor tiver “cara” e estatura de adulto, e para crianças pequenas geralmente nunca é exigido algum documento.

Menores de idade não europeus

Menores de idade não europeus possuem desconto até 12 anos desde que acompanhados de uma pessoa maior de idade. Esse desconto é um pouco controverso, porque a lei italiana diz que o desconto é concedido se o país de cidadania ou residência do menor também conceder o mesmo direito aos menores italianos. Como sabê-lo? Infelizmente você terá que contar com a boa (ou má) vontade da bilheteria.

Jovens e estudantes europeus entre 18 anos e 25 anos

A carteirinha de estudante dá direito a descontos exclusivamente a estudantes europeus e de arqueologia, restauro e conservação de bens culturais e matérias histórico-artísticas. Para tal é necessário apresentar a carteirinha da universidade com o nome do curso universitário.

Também há gratuidades e descontos para turistas europeus com necessidades especiais, guias turísticos europeus e outras categorias.

Para saber sobre todos os descontos, consulte o site aqui.

Rede de museus grátis o ano inteiro: 7 museus cívicos

7-museus-gratis-divulgacao

Na sua visita a Roma também é possível desfrutar totalmente grátis da rede formada pelos 7 museus cívicos. Todos eles são museus de pequeno e médio porte, o que permite uma visita mais rápida e bem menos cansativa do que a um grande museu como aquele do Vaticano, mas saiba que todos esses pequenos museus são bem temáticos. Merecem atenção especial o Museu Napoleonico (museu dedicado a Napoleão Bonaparte e ao ramo italiano da sua família), o Museo della Repubblica Romana e della Memoria Garibaldina (museu que no seu percurso, entre outras coisas, conta um pouco da história de Giuseppe Garibaldi antes da sua partida para o Brasil) e o Museu delle Mura (Museu das Muralhas, dedicado e localizado dentro de uma muralha romana).

Para saber mais sobre a rede de museus cívicos gratuitos, dias e horários de abertura, visite o site:  clique aqui!

Passes com desconto e “FURA-FILA”

Roma Pass

roma_pass

Os passes mais usados e que dão direito a furar fila no Coliseu

Nas versões com duração 48 e 72 horas, os passes Roma Pass são os que mais fazem sucesso entre os turistas que visitam Roma. Eles dão direito a 48 ou 72 horas de transporte público grátis, a visitar 1 ou 2 atrações turísticas respectivamente (por exemplo: você pode visitar o Coliseu e a Galleria Borghese) e também desconto de aproximadamente 10% na redes dos museus conveniados. Mas o melhor é que com o Roma Pass você não precisa enfrentar a enorme fila para a bilheteria do Coliseu, podendo ir diretamente para a roleta de entrada. No passe também está incluida uma app para visitar Roma e um pequeno guia com a lista dos museus e atrações conveniados. Os únicos defeitos do Roma Pass: não ser aceito nos trens que ligam o aeroporto de Fiumicino ao centro de Roma e nem pelos Museus Vaticanos. Preço: Roma Pass 48 horas por 28 euros e Roma Pass 72 horas por 36 euros. Onde comprar: nas estações de trem, metrô, tabacarias e bilheterias dos principais monumentos.

Para saber mais, visite o site oficial do Roma Pass: clique aqui!

Museu Nazionale Romano

Os 4 maiores museus de arqueologia romana por 7 euros

Com apenas 7 euros è possível visitar as quatro sedes dos maiores museus de arqueologia Romana: o Museu Nazionale Romano dividido em Palazzo Massimo, Terme di Diocleziano, Palazzo Altemps e Crypta Balbi. Esses museus abrigam estátuas romanas e gregas, afrescos, moedas, ânforas, túmulos, joias de ouro e, pasmem, até uma múmia! Todos esses objetos são frutos das escavações ou retirados de antigos templos e vilas romanas. A grande maioria são do IV séc. a.C. ao V séc. d.C. Visitá-los é uma verdadeira viagem no tempo e cada um deles dedica-se a uma área temática. O bilhete custa 7 euros e é válido por 3 dias. Os museus abrem de terça a domingo, das 9h às 19:45h.

Para saber mais, visite o site aqui.

Archaeologia Card

10 atrações turísticas por 25 euros

O passe Archaeologia Card dá direito a visitar 10 sítios arqueológicos, custa 25 euros e é válido 7 dias. Ele dá acesso ao Coliseu (que junto com o Fórum Romano, Palatino e o Museu do Palatino conta como uma única atração), às Termas de Caracalla, à Villa dei Quintilli, ao Mausoléu de Cecilia Metella e às quatro sedes do Museu Nazionale Romano: Palazzo Massimo, Terme di Diocleziano, Palazzo Altemps e Crypta Balbi. O passe encontra-se à venda nas bilheterias das atrações participantes.

Para mais informações, visite o site aqui.

Omnia Card

O passe do Vaticano com direito aos ônibus turísticos abertos hop on hop off

O Omnia Card é um misto entre passe e pacote turístico bolado pela ORP – Opera Romana Pellegrinaggi, a agência de viagens oficial do Vaticano. Esse pacote utiliza o Roma Pass 48 horas adicionado a mais algumas regalias. Além do que o Roma Pass dá direito, também é possível usar o ônibus turístico hop on hop off da linha Roma Cristiana (também de propriedade do Vaticano e que além dos principais pontos turísticos também inclui as quatro basílicas papais). Ele dá direito a visitar os Museus Vaticanos sem precisar ficar na fila e também a Prisão Mamertina (local onde São Pedro foi aprisionado em Roma). O passe é válido por 3 dias.

Com o Omnia Card o turista também terá assistência gratuita da agência de viagens ORP durante 7 dias por semana, e descontos caso precise de serviços de assistência médica básica.

Para saber onde comprar, visite o site aqui.

Este post é parte de uma série sobre Roma do blog Roma pra você

Gostou desse artigo? Continue recebendo nossos posts, dicas e e-books gratuitos!

Coloque seu e-mail abaixo e entre para nossa lista VIP!

Fique tranquilo seus dados estão 100% seguros e somos totalmente contra Spam.